Imaginem Se Não Fosse Assim…

Todos sabem da preferência por filhos do sexo masculino advinda de povos primitivos, principalmente no mundo campesino ou rural. A explicação é mais ou menos óbvia: Em um mundo primitivo o filho homem agrega mais força de trabalho e defesa do grupo que as mulheres. A coisa ainda chega aos nossos dias apesar de todos os avanços tecnológicos e culturais que permitem as mulheres possuírem o mesmo grau de desempenho que os homens, além de serem muito mais agradáveis e menos belicistas (ainda, pensando numa maioria que se esvai rapidamente). Em matéria que possui o ranço anti-aborto que reflete o conservadorismo místico em que chafurda a sociedade brasileira à séculos (último país a legalizar o divórcio, vale lembrar), temos a notícia de que na Índia (onde ainda se pratica casamentos arranjados por famílias, sendo que a família da noiva que paga o dote…) e na China, a prática de evitar uma prole feminina ganha contornos drásticos com a popularização das tecnologias que permitem conhecer-se o gênero do feto ainda na barriga das mães e a praticidade e segurança dos modernos procedimentos abortivos – que, acredito eu, agora estejam sendo mais acessíveis para as empobrecidas populações daqueles países que, no momento, atravessam o boom dos emergentes junto com o Brasil e Rússia…

O curioso dessa história é que essa prática “denunciada” pela notícia vai a favor dos interesses planetários, sem que tenhamos pedido nada. Menos mulheres significa, obviamente, menos gente nascendo… Considerando o mesmo período de tempo, um homem pode fecundar diversas mulheres, enquanto as mulheres só podem ter um filho de cada vez. Estando o fenômeno acontecendo nos dois países que são os dois maiores responsáveis pelo atual desequilíbrio populacional planetário (somos quase 7 quando deveríamos ser 3 bilhões, se quiséssemos ter uma sustentabilidade de recursos de longo perfil… e China e Índia sozinhos representam atualmente quase 3 bilhões de pessoas…) deveríamos estar festejando a notícia, ao invés de lamentando-a… muito embora tenhamos que levar em consideração que a seleção natural que se dá por intermédio da beleza feminina, esteja sendo destituída, já que nesses países onde as mulheres escasseiam o famoso ditado entra em ação: “Se não tem tu, vai tu mesmo…” o que garantiria uma prole para todas as mulheres independentes de seus atrativos físicos… Índia e China, sociedades sem encalhes femininos… 😉

Anúncios

Sobre João Canali

Jornalista brasileiro e norte-americano residente em Miami, produtor e apresentador do Seriado Teorias (You Tube).
Esse post foi publicado em Cultura Popular, Divulgação Científica e Tecnológica, Política Internacional. Bookmark o link permanente.

2 respostas para Imaginem Se Não Fosse Assim…

  1. cesarbarroso disse:

    João,
    A gente quer controle populacional pela pílula, camisinha e outros métodos… mas o que está ocorrendo é controle populacional através de uma característica cultural do qual esses povos ainda não se livraram. Nesse sentido, nós, latinos, somos mais flexíveis, de vez que os costumes em nossas terras mudam rapidamente. No México, vai entrar em votação uma lei(dizem que não passará) para que a validade de casamento seja de dois anos, renovável por livre e espontânea vontade dos cônjugues até que a morte os separe.
    O desequilíbrio que essa prática de se livrar do feto feminino acarretará certamente será um incentivo ao homossexualismo. Aliás, vejo o aumento do homossexualismo no Ocidente como uma forma de controle de natalidade natural. A humanidade toma caminhos que desconhece que está tomando, ditados pelo inconsciente coletivo.
    Por essas e por outras é que acho que há muitos mistérios no ar. Sabemos muito pouco sobre nós mesmos e sobre a natureza que nos cerca, Dizer que há mais de 400.000 espécies de besouros… e que esses estão destruindo as florestas do Canadá e do norte dos Estados Unidos. E que se espalha pelo Texas um tipo de formiga resistente a todos os venenos, e que devora tudo o que lhes chega à boca.
    Acrescente-se a isso o tempo curto de vida que temos, como uma mente que viajar do começo dos tempos aos fins dos tempos em milésimos de segundos.
    Se alguém for cozinhar hoje rabada, com agrião, batata, polenta e tiver na geladeira uma cerveja bem gelada, convide-me, por favor, porque não conheço melhor maneira para esquecer os mistérios. Bem, na verdade existe uma outra, que justamente… é contra o controle populacional…

    • fbarbuto disse:

      Cesar,

      Desejo a estes povos retrógradros que desejam ter sempre e mais filhos homens que seus sonhos se realizem e que em alguns anos eles estejam cercados de machos e condenados à extinção (e tome de punheta ou homem com homem). Um favor que eles fazem ao planetinha azul. Gente que deveria ganhar o Darwin Prize.

      F.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s