Novo Cardápio de Pizzas

Sem Comentários

Minha gente… Propositalmente deixei a poeira baixar. O estarrecido não pensa friamente. Mas, foram tantos desastres e desatinos acontecendo ao mesmo tempo que temo deixar passar alguma coisa. Só espero que nenhum general de pijama, bastante velhinho – e que não tenha participado de torturas, censuras e/ou enriquecido em/com alguma estatal (esses que se danem) –  leia o que tentarei costurar, pois poderá ter alguma síncope e morrer em conseqüência nacionalista.

Se ficar lendo somente a Globo e a Veja o nosso general de pijamas não vai ter nenhum problema porque, na verdade, ninguém quer puxar a rédea nesse momento que o cavalo do Brasil começa a cavalgar na beira de um precipício… Talvez tenha que descer ou subir um pouquinho, mas o cavalo tem que olhar para onde pisa, qualquer tentativa de controle ou mudança de curso brusca poderá ocasionar uma queda de conseqüências imprevisíveis, até porque as esperanças estão todas acesas, isso é inegável, de forma sustentável ou falsa, o facho brilha para muita gente de uma geração que não experimentou o primeiro milagre… Anuncia-se como nunca e a mídia vive disso, menos os blogs, infelizmente (deixa eu aproveitar que não estou ganhando nada para mandar minhas meias e inteiras verdades). Conservadores da mais valia fazem vista grossa e o dedo não alcansa à ferida. Olho aqui ao lado e vejo o caderno de colorir de meus netos… o desenho está todo lá, como no Jornal Nacional ou na denúncia das revistas da companhia e isso o general está vendo… Agora as cores do uniforme do Homem Aranha, cada criança porá à seu gosto e lembrança…

O precipício o qual me refiro é fácil de entender, o Brasil recorreu a agiotagem internacional que trabalha com os lucros que o petróleo produz quando sobe desproporcionalmente de preço, o resto é consequência à depender dos sistemas imobiliários e financeiros dos diversos cassinos regionais e globais mundo afora. Isso que ocorre agora, já ocorreu nas mãos de Geisel… Como alguns desses cassinos de melhor qualidade estão fechados ou sob intervenção, o dinheiro dessa gente fluiu para os mercados secundários que foram devidamente promovidos para essa receptação, fruto do dinheiro sem lastro que paga a conta petróleo… Para que a tsunami não ocasionasse uma troca de quadrilha no governo brasileiro, muitos riscos foram assumidos para se criar uma marolinha e uma bolha ufanista de financiamentos irresponsáveis. Existe um plano de continuísmo de poder no Brasil? Tocaria ao Brasil do PT sustentar (na medida do possível, claro) um jurássico movimento de esquerda stalinista latino americana? Algo como pagar um pedágio político e financeiro a uma espécie de camorra para ser deixado em paz e/ou obter apoio? Calma… Mais uma teoria do João Canali, um porra louca lá de Miami que vive dando tiros a torta sinistra e a direita consumista. Mas vamos aos fatos…

A denúncia saída na Folha de São Paulo (as fontes secaram todas, nunca mais ninguém da conta das fontes… como se desconfianças brotassem do nada…) é de conhecimento de todos. O termo “consultoria” já virou piada de salão e os guardas de trânsito aposentaram a “cervejinha”, vão logo pedindo algum pela consultoria, por ter demonstrado como houve uma infração… A primeira coisa que me veio a mente, aliás um termo que tenho certeza fui eu que cunhei a algum tempo atrás, foi tráfico de influência. Ninguém multiplica a fortuna pessoal 20 vezes (a ponta do icebergue, obviamente) em 4 anos vendendo consultorias como se fossem planos de saúde. Talvez se ressuscitassem o Thomas Edison ou o Tesla… Okay, o Bill Gates ou o Steve Jobs… mas esses compram consultoria de seus funcionários, não vendem nada, se conselho fosse bom não haveria consultoria… consultados disseram…

Mas nem vendendo informações privilegiadas na qualidade de ex-ministro da Fazenda… Tinha que haver um: “Fala com o fulano, diz que foi eu que te mandei…” ou então, “Oferece 20 milhões que os outros da licitação ofereceram acima disso…”. Mas, as companhias nunca tiveram negócios com o governo! Claro… Nunca ouviram falar de holdings e laranjas? O grosso do dinheiro surge em apenas um único curto período de tempo (em plena campanha presidencial…)!!! Em entrevista o ex-ministro da Casa de Pau se sai com um conto da carochinhas dito na cara de toda a nação (isso que me deixa doido… na verdade eu morro de rir… estou rindo enquanto escrevo…) em pleno Jornal Nacional… Que o dinheiro que lhe deviam pela consultoria foi pago todo de uma vez, só porque ele resolvera encerrar a firma em função de seus futuros encargos no governo… Onde já se viu isso? Quer dizer… “Tem um monte de gente me devendo pelos meus brilhantes palpites cobrados a prestação… aí eu ordeno a eles que me paguem tudo de uma vez, por palpites passados e presentes… Vamos lá grandes firmas safadas, isso é unilateral mesmo… se não me derem a bufunfa toda de uma vez eu, quando estiver lá no poder, ferro com vocês todos, seus clientes de merda…” Será que foi isso? Pergunto porque só assim seria…

É nesse momento que jogo a bomba puff no palco e lembro de um nome celebre: PC Farias. Eles arrecadaram, mesmo não se tratando de uma reeleição, uma quantia em torno de um bilhão de dólares, em um tempo que essa moeda era valorizada, que o Brasil “celeiro de comodities” funcionava somente a meia-boca … O mesmo esforço de captação hoje vindo da quadrilha incrustada no poder,  poderia gerar vinte vezes mais, caso os controles não fossem igualmente maiores, claro está… Contudo, obviamente que o caixa dois não deixou de ocorrer… É durante a campanha que se tem as chaves da chantagem eleitoral… “Se eu não me eleger, aquelas obras todas em andamento e as futuras programadas não ocorrerão, vocês gastarão muito mais em novos acordos, mais vale um pássaro na mão do que dois voando… Uma mão lava a outra…”  É dinheiro sem comprovação fiscal que rola de uma caixa dois para outra? Mesmo sendo hoje tudo rastreado eletronicamente nos bancos? Já imaginou!!! Ficar nas mãos de diversos gerentes operacionais!!! Não! Esse dinheiro precisa ter um tráfico legal… Que tal uma etérea consultoria? “Lavaremos o dinheiro com saliva…”

A saliva de um consultor língua-presa é perigosa… Agora sabemos… Sabe-se que 40% dos bandidos presos no mundo o são em função de guerras internas dentro das quadrilhas… Se bandido tivesse ética, não seria bandido. Quem nasce primeiro é a ganância, não o ovo do ideal… Quando o caixa dois virou apartamento de luxo os demais cúmplices  perguntaram por ele… “Vai explicar para essa turma que seria uma maneira fácil de trazer o dinheiro do offshore… Que uma pseudo-multinacional chamada Orange Corp. com seus recursos em Caymã, comprariam aquele apartamento para deleite de seus executivos em férias ou negócios no Brasil… a preços triplicados, claro.” Dinheiro lavado e pago em moeda internacional… Mas ao que parece… em outra ilha gritaram… “Queremos o pedágio agora, não tem essa não… Você ficou com muita grana da caixinha do movimento… Você vai se ferrar… Que ver?”  E o primeiro passo foi mudar o comando do bando, saiu um língua-presa e entrou gente do maior – esse sim – traficante de influência em atividade.

Entretanto, até a essa altura de minha “inventiva” narrativa, o nosso general de pijamas não pegou no telefone para falar com seu colega o coronel Matusalém… O que me sacudiu foi ver o o deus operário sair esbaforido de alguma seção da AAP (Associação dos Alcoólicos Públicos), depois de um longo silêncio midiático, em verdadeira ressaca debaixo dos refletores nacionais, pedir pela defesa do “cumpanheiro” Palloci. Falou com todos do poder e do partido, nitidamente atropelando Dilma, como se ninguém tivesse inventado o celular (bom, poderiam grampear… aquele satélite da CIA que decodifica até zunido de mosquito, assim como espectógrafos estelares decifram a composição química de estrelas à zilhões de anos luz da Terra é tudo lenda urbana… o negócio é falar com a língua-presa, usando criptografia sindical… no mano a mano). Fecha a cortina. Poucos dias depois de seus públicos pedidos de clemência ao “cumpanheiro” ministro, após uma palestra no México, vemos Lula conversando com Fidel Castro em Cuba, antes de aproveitar a carona e ir falar também com Chavez na Venezuela… O que pensar disso? Dessa movimentação? Cuidado general… Deixa eu lhe acalmar… Lula é um péssimo “cumpanheiro”, largou o velho cúmplice no meio do tiroteio da oposição e do próprio partido (os lesados pelo Caixa 2 enterrado na loucura imobiliária) e foi discutir a relação com Fidel e Chavez… No entanto… o que poderia se esperar era uma conversa assim: “Cumpanheiro Castro, yo sei que ustedes son amigos de mucho tiempo, antes miesmo de yo conquistar el pudê… Pero mande el cumpanheiro Zé Dirceu parar de atrapalhar la conducione de la política brasileña que quiem cuida desta soy Yo… Los recursos que prometemos van venir… Yo no soy como Brizola… esteie tranquilito… esto denaro que estaba com Palocci era de conescimiento de  nosotros… se el calir va tener que se quedar com la plata…”. A conversa com Chavez não aparece em nenhum jornal, nem fotos, nem nada… Porém, teatralmente, do nada aparece Chavez em Brasília para firmar “acordos binacionais” e falar com autoridades diversas… Esqueçam minhas teorias… isso em si mesmo é de um achincalhe total… líderes estrangeiros envolvidos com nossa política e logo quem, “cangaceiros mussulianos”!!! e ainda se vira para Palloci e profetiza “Fuerza, fuerza…”, o clássico beijo da morte para o dia seguinte… Concomitantemente, um dia pra cá outro pra lá, o procurador da república inocenta Palloci…  e com a pizza garantida este é finalmente demitido.

General, não se fazem mais Marinhos como antigamente, hoje eles pensam duas vezes antes de estragarem a festa dos anunciantes… A bolha brasileira ainda não está totalmente madura, a inadimplência ainda é pequena, ainda se está faturando muito, os shows estão sempre cheios e até discos sertanejos originais sem alerta do Ministério da Saúde estão sendo vendidos. A questão do caixa dois de campanha, bem investigada daria até em impeachment… Que trauma! A bolha estourava  prematuramente nas mãos de um quase pedófilo (estavam querendo mudar a lei e exigir novas eleições em caso da morte de Dilma, o plano de continuísmo é radical… coisa séria… pelo menos na cabeça de alguns membros do bando… daqueles que se contentam apenas com uma autarquia aqui, um centro acadêmico em uma federal qualquer lá…).

Ahh… Deixa prá lá general… Qual o problema com mais essa piada? Se o espírito carioca ainda fosse vivo (a geração saúde desencarnou esse espírito em meio a uma bruma de fumaça cheia de nicotina perdida na Lagoa Rodrigo de Freitas…soltaram os cavalos da hípica que hoje correm em torno dela… que se dane o CO2 dos automóveis, aquele cheirinho da Lagoa refresca os pulmões… Adrenalina vicia e emburrece…) uma pizzaria haveria de colocar no cardápio três novas variedades… A Pizza Palocci ou Pizza Consultoria, com muita azeitona com caroço, a Pizza Dantas com espinafre bem verdinho e a legitima pizza italiana, bem grossa, uma espécie de escondidinho de queijo… a Pizza Battisti… no entanto, o tempero é sempre o mesmo: vergonha… general… imensa vergonha… e vocês é que foram os culpados, tanto aprontaram que… lembra da Pró-Consult (vocês é que começaram com esse negócio de consultoria… aliás tudo se defende hoje em dia com esse negócio beócio de dizer que o antecessor fez pior… Estou até com medo que o Obama tenha que apelar para isso…) Quer saber? Isso ainda é melhor do que vocês… Mas só ainda.

Anúncios

Sobre João Canali

Jornalista brasileiro e norte-americano residente em Miami, produtor e apresentador do Seriado Teorias (You Tube).
Esse post foi publicado em Política Brasileira. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s