Em Defesa dos Pegadores (ex-pecadores)

Advinhe qual dessas guinesensses é a camareira. Ela está no quadro.

A lista de homens públicos e notórios que ainda gostam de mulheres está ficando cada vez maior! Até o Osamar Bin Laden, flagrado em seu esconderijo ainda de posse de seu depauperado harém de 3 mulheres e um monte de vídeos pornôs, faz companhia a Dominique Strauss-Kahn, Bill Clinton, Arnold Schwarzenegger, Julian Assange e Silvio Berlusconi… Bom, seria uma injustiça deixar de fora o presidente francês Nicolas Sarkozy, que acaba de anunciar ter embaraçado (uma homenagem ao espanhol, a língua) sua bela esposa Carla Bruni aos 56 anos, só porque isso não foi feito as escondidas de algum serviço secreto, de republicanos a soldo de grandes companhias de petróleo, o que significa dizer da mídia, da polícia e da justiça americana.

A que devemos atribuir esse ressurgimento da masculinidade nesse mundo heterofóbico, como diria aquele deputado (o que já é uma espécie de demérito, não preciso adjetivar mais) no Brasil? Claro que é necessário esclarecer que a masculinidade a que me refiro é no tocante a gostarem de mulheres, não terem sido denunciados atacando gays. Não falo de tarados sexuais, isso é assunto para psiquiatras e o Vaticano.

Será isso tudo obra e graça da Pfizer ou estamos diante de um velho truque da polícia americana que coloca belas policiais masculinas em supostos pontos de prostituição arranjando clientes para os advogados e dinheiro para as cortes daquele país onde a prostituição é ainda proibida (com a honrosa exceção do estado de Nevada, senhores façam seu jogo…)?

Mas, o assunto é o DSK, antes que suma de vez da mídia… até a luta na Líbia some, antes mesmo do protagonista Kadafi sumir… A coisa está muito manipulada mesmo, o fim da venda de jornais está saindo mais caro do que poderíamos imaginar… Acabou… e quantos mais blogs e redes sociais houverem, mais pulverização da credibilidade jornalística deixará impunes da crítica grandes companhias anunciantes, governos, serviços secretos e políticos enganadores. Mas antes é importante recapitular…

A acusação que fizeram contra o Julian Assange na Suécia deixou claro que um dos jogadores do cenário iria apelar… que, propositalmente, para intimidar os inimigos, não ocultaria suas apelações, não esperaria melhores oportunidade para elegantemente ficar em segredo ou que é ingênuo a ponto de acreditar que ninguém se daria conta que só uma mente puritana (que tem nacionalidade registrada) se valeria de um fato daqueles… Descobriram que havia uma lei sueca que habilitava as mulheres alegarem a acusação de estupro o homem que não usasse preservativos no relacionamento sexual com elas, mesmo em um relacionamento consentido… A lei sueca, provavelmente fruto de algum pânico nos tempos que a AIDs era intratável, não levava em conta o óbvio, que Hércules não consegue forçar sexo com nenhuma mulher sem ter que usar de muita violência física ou ameaçar com alguma arma… e que bastaria um clássico dedo na goela, seguido de um vômito para o herói descer de seus duros cascos… bom, mais entra o Viagra… o “V” inicial deve ser para lembrar que a coisa fica a prova de vômito… Mas… está na cara que foram lá e subornaram as mulheres para terem algo legal contra o camarada… Provavelmente elas nem sabiam da tal lei e a acusação só saiu depois que o Assange começou a incomodar com suas revelações… Se ele é apenas um chantagista, um arrivista em busca de notoriedade ou um idealista fazendo o seu trabalho… ou ainda um elemento de contra-espionagem entregando revelações que interessam (pena que não entregou nada incriminando de vez o Bush ou o Cheney, só coisa já sabida…) Não vem bem ao caso, o fato é que existiu o uso da questão sexual mal resolvida das culturas para tentar derrubar um suposto inimigo. Temos aí uma assinatura.

Armaram contra o DSK? A pergunta é outra… Por que não desarmaram? Vamos imaginar (de um modo que se justifique que o suposto ataque sexual não tenha virado um barraco na hora que ocorreu…) que ele já tinha reparado naquela afro-camareira no jeito que o diabo gosta, circulando pelos corredores, que ela vinha regularmente arrumar seu quarto naquele mesmo bat-horário… Como chefe do FMI, melhor do que ninguém,  sabe perfeitamente como o mundo inteiro gosta e precisa de dinheiro… Um homem tão viajado que já pegou diversas e que sabia como aquilo poderia ser afro-gostoso… Faria como os grandes agiotas internacionais costumam fazer… deixaria o dinheiro fácil de ser alcançado, em cima de uma mesinha, um bolinho de mil dólares em notas de cem… Vamos ver se ela morde a isca, afinal se roubaram uma câmara fotográfica de míseros 150 dólares do João Canali dentro de um quarto de hotel na China, mesmo valendo uma bala na nuca… pensou… Dinheiro na mão é vendaval, cantarolou enquanto se escondia metido em sua indumentária de tarado, um robe-de-chambre atoalhado com nada por baixo e que é aberto em momentos de ataque, após meio Cialis… Ela caiu pegou o dinheiro e colocou no bolso do uniforme… DSK sai triunfante de se esconderijo já com a faixa do robe desenrolada ameaçando…  Ou ajoelha agora ou vou direto para a gerência lhe denunciar como ladra… Ajoelhou tem que mamar… Após o embate arruma suas malas e a camareira quietinha vai embora cheia de ressentimentos… Essa parte patética da historia ninguém descreve corretamente… Quanto tempo a camareira ficaria até se dar conta que poderia abrir um berreiro e acusa-lo de ataque sexual… Será que o necessário gargarejo foi tão demorado a ponto de dar tempo de DSK se vestir e descer com sua mala pegar um taxi? E então nossa história muda para DSK sendo retirado do avião por um diligente policial… Bom, se fosse na vida real… O policial americano dificilmente saberia quem era DSK e não daria bola para nenhuma alegação dele até chegar na delegacia onde um passaporte diplomático e o clássico “sabe com que você está falando” por parte de DSK faria com que o pessoal da chefatura chamasse o FBI e depois de 69 chamadas alguém com decisão política avaliaria a situação pelo lado do interesse de estado. Interessa segurar o boneco e fazer disso um escândalo ou é somente uma questão de verificar o estado físico da suposta atacada e liberá-lo? Que o cara está em meio ao conserto das economias européias e vale mais solto do que preso… Vamos fazer a ocorrência e as investigações de praxe… Ele não foi preso em flagrante, é apenas a palavra da camareira contra a dele…

Não… O marketing de país que respeita as leis é mais importante do que o bem estar da recuperação econômica européia… Podemos concluir cinicamente.

Agora sim… Vem a pergunta… E se armaram contra DSK? Se plantaram uma cabrocha bem a gosto, já sabendo do fraco do francês por uma afro-descedente… De seu profile de pegador taradão adúltero… E se ela performou um consentido blow-job para ter material colhido… Qual seria o interesse da armação? Posso estar errado quanto a tudo que falei até aqui… Mas… quanto ao possível interesse… Está na cara.  A quem mais ele ameaça? Ao Sarkozy… As pesquisas demonstram que venceria o aliado Sarkosy, o primeiro presidente francês que topou fazer o trabalho sujo e colocou a mão na massa no Oriente Médio… Que tirou das costas americanas o fardo maior e politicamente inviável de atacar/interferir/mudar em outro fornecedor de petróleo. Que entendeu que ao ocidente não restam muitas opções… Que sem o petróleo a casa cai para o mundo inteiro… Que alguém precisava tirar os chineses de lá… Ora… Um presidente socialista era capaz de retirar a França da OTAN se fosse preciso, mas não iria dar continuidade a presença militar no Oriente Médio, ainda mais no primeiro plano, assumindo responsabilidades… O governo de Vichy ainda existe e esse tarado quer ser o seu presidente!!! Queria… mais não vai… Muito embora 57% dos franceses achem que foi uma armação… Os métodos desse diretor de operações ainda podem vir a ser o maior dos nossos problemas.

Anúncios

Sobre João Canali

Jornalista brasileiro e norte-americano residente em Miami, produtor e apresentador do Seriado Teorias (You Tube).
Esse post foi publicado em Política Internacional. Bookmark o link permanente.

16 respostas para Em Defesa dos Pegadores (ex-pecadores)

  1. cesarbarroso disse:

    Si non è vero è ben trovato. A prática sabedoria italiana, herdada dos romanos, encontrou essa frase magistral para proteger uma das tendências mais fortes no caráter humano: o comentário malicioso. Uma mentira aveludada com tonalidades de real. Se não é verdade, parece. Temos essa tendência a criar estórias com aparência de verdade, mas que não são verdadeiras. Para o mineiro, o fato não vale, o que vale é a sua versão. E assim caminha a humanidade…
    Como homem, e como homem de negócios que navegou altas esferas em Brasília afirmo, não houve plantação nenhuma. A reação de quem é vítima de uma plantação é diferente. Quem não fez, quem não tem culpa no cartório, não fica com aquela cara despedaçada que o DSK vem apresentando desde o dia um.
    O poder alimenta a libido masculina. Quanto mais poderoso, mais vontade de propagar a espécie, ou pelo menos praticar o ato que a propaga. Os exemplos pululam a toda hora na imprensa.
    A fidelidade masculina deve ser um ato refletido e que traz consigo algum sacrifício e recompensas também. Num casamento comum, e classifico aqui casamento comum como um casamento que não se segue a uma paixão avassaladora, é muito difícil a conservação da fidelidade depois de algum tempo. Menos difícil num casamento que se segue a uma paixão avassaladora, mas mesmo assim ainda difícil. Tem que haver diariamente aquela renovação do amor através do sexo. Se não dá para ser todo os dias, quase todos os dias.
    Os tratamentos das pós-infidelidades nos Estados Unidos e na França têm um fosso entre si. Na sua juventude, os franceses são dados a orgias, e todo mundo come todo mundo. A infidelidade pontual é aceita, “contanto que não se apaixonem”.
    Americanos e franceses têm diferenças no que levam entre as pernas? Não. O que acontece é que a infidelidade, principalmente em ambientes de trabalho, é muito grande nos Estados Unidos, mas impera a hipocrisia. Basta ligar a tv num desses programas de baixaria para ver como sexo é tratado de uma forma mais vil do que na França e, digo de passagem, no Brasil.
    Para mim, resta pouca dúvida que DSK é um caso de tesão incessante. O homem se excita com o roçar da toalha de banho e aconteceu daquela beleza africana estar passando na hora. Certamente essa cena já se repetiu com ele em muitos hotéis pelo mundo, mas dessa vez foi diferente. Ou a mulher é realmente honesta, deve estar apaixonada ou pertencer a uma dessas seitas evangélicas brabas, para azar de DSK; ou ela viu ali uma oportunidade de resolver o seu problema financeiro até à terceira geração.
    Ele deu azar, passou dos limites no lugar errado, e pagará(já está pagando) caro pelo seu tesão ilimitado.

    • João Canali disse:

      Cesar, o que você viu na cara de DSK foi o semblante de quem se achava esperto e poderoso, “pegador”, como políticos de Brasília e de empresários que os subornam, e se deu conta que caiu feito um patinho ingênuo, um otário incapaz de se dar conta o quanto incomodava ou poderia representar de interesse… A coisa foi tão bem feita que ele, apesar de saber que foi uma armação, não tem certeza se esta partiu da própria moça para ver se ganha alguma grana ou de possíveis inimigos políticos… Sabe qual é a religião da moça, declarada por seu advogado? Muçulmana, só faltou ele “complementar” a informação falando que com excisão feminina feita (o costume ainda em prática, principalmente entre os muçulmanos negros da África Subsahariana. Composição de imagem, escolha perfeita… Ninguém vai ter acesso a moça em função das defesas de privacidade da vítima de um estupro… Somente vai ser interrogada pelo advogado de DSK e ainda assim em juízo, com o advogado da UNCLE impedindo qualquer inconveniência.

      Tente imaginar na prática o que teria acontecido e veja que entre o suposto ataque sexual (cujos detalhes estão sob cortina de fumaça de informações desconexas e confusas, o finger print atual das ações de inteligência, como temos visto no cenário do Oriente Médio e mesmo no episódio da morte do OBL… falaram até que a moça teria AIDs, pois moraria em um apartamento para aidéticos de alguma fundação humanitária…) e sentar na primeira classe do avião que o levaria para a França, DSK se vestiu, colocou seu robe dentro da mala, desceu para a portaria do hotel para pegar um taxi… Enquanto isso a muçulmana lambia as feridas e avaliava se dava queixa ou não? Não saiu ultrajada pelos corredores gritando e chamando por colegas? DSK pega o taxi e a camareira ou seus colegas chamam a polícia… A gerência do hotel tem que ser comunicada nesse momento da chegada da polícia… Qualquer bom gerente não quer escândalos, ainda mais com hospedes que pagam diárias de 3.000 dólares, mas, mesmo assim, dá as informações necessárias para que capturem DSK. Em minha narrativa imaginária me enganei, quando foram para o avião já sabiam que se tratava de um figurão, o gerente do hotel já havia informado isso… Ninguém do FBI foi contatado? Tudo bem, vamos então assumir que a polícia e a justiça americana cumprem seu papel passando por cima de qualquer interesse maior de estado, sem interferência política de nenhuma espécie…

      Cesar, a minha versão é igualzinha a sua, a única diferença é que na minha o poderôso autocofiante pegador mordeu uma isca. Por que haveriam de fazer isso? Eu já expliquei no post… O homem disse que ia usar de e da inteligência e está cumprindo o prometido. Muita sorte ou grande coincidência na maioria das vezes é trapaça.

  2. cesarbarroso disse:

    João,
    Claro que ele não sairia feito um desvairado para o aeroporto, pois estaria confirmando a sua culpa. Além disso, o vôo não partiria antes da hora por causa dele. Ele fingiu naturalidade, porque não tinha alternativa.
    Deixe a justiça fazer o seu trabalho, e veremos o resultado. Dizem que havia esperma no tapete, e há outras provas circunstanciais contra DSK. Acho que ele é culpado, embora, para mim, um caso como este mereceria uma pena branda, e não mereceria a “perda dos direitos políticos”. Todos fazem isso no mundo da política(ou quase todos).
    Pode ser também que ele faça um acordo financeiro com ela de alguns milhões de dólares, e o caso não seja levado à frente. Acho que essa será a conclusão do caso. Ele fica com o nome (mais ou menos) limpo, e ela fica milionária.

  3. João Canali disse:

    Só para atualizar… Como era esperado, hoje anunciaram terem comprovado a presença do sémem de DSK na gola do uniforme da camareira e no chão do quarto… Ou seja… quem acredita na hipótese de que houve um ataque sexual ao contrário do sexo consensual alegado pela defesa… Tem que acreditar também que DSK é um tarado adepto de sexo radical… O local onde foi encontrado o dito material genético indica a ocorrência de sexo oral !!! Que louco teria coragem de expor ao dente membro tão querido, perante uma amante forçada?! Isso não existe, seria em outros buracos e haveria uma arma envolvida. Okay… Isso é um atavismo cultural presente em todos os franceses, essa atração pela guilhotina… Tudo pelo duplo sentido…

    Há aqueles que relutam em acreditar que os serviços secretos e de inteligência sejam capazes de jogar tão baixo… O suborno das amantes de Julian Assange, a missão com objetivo assassino de OBL e agora a armação para cima daquele que ameaçava seriamente a reeleição do único presidente francês em mais de 50 anos que concordou em participar dos esforços conjuntos de manutenção do sistema de domínio global da cultura ocidental… Desejo lembrar que tudo isso é necessário para que eu possa estar aqui escrevendo livremente e é muito melhor do que a tortura com afogamento e bombas sendo jogadas sobre alvos civis.

    Quanto a DSK, ele mereceu o castigo que lhe arrumaram, alguém que de maneira tão irresponsável não consegue segurar sua libido, sabendo que está em terreno adversário e sujeito a uma arapuca em função da ameaça que representa, não pode pretender a liderança de uma potência nuclear… Teria a obrigação de se lembrar que estava em um país cujo destino foi drasticamente modificado por conta de um outro famoso boquete igualmente consentido.

  4. cesarbarroso disse:

    João,
    Você está sacrificando a honra de uma mulher em troca de uma teoria que me parece uma entre tantas outras. Dê uma chance a uma viúva, com duas filhas, que ganha a vida num trabalho duro. Não existem mais mulheres honestas?
    Todos os acontecimentos têm atrás de si uma conspiração? Não existe mais o acaso? Você já pensou nas consequências para o governo Obama se ficasse provado que tudo foi uma armação? Uma operação desse tipo deveria ser aprovada pelo presidente.
    Todas as informações que vêm da Guiné dão conta de uma mulher direita, devotada ao trabalho e às filhas(ela ficou viúva com 17 anos). DSK é um conhecido libertino, um homem que não sabe controlar a sua libido. Foi pego pela polícia em Paris fazendo amor com uma prostituta num carro. Esse cara tem dinheiro para comprar as melhores prostitutas nos melhores hotéis, e é pego num carro comendo uma prostituta! Esse cara é um doente!
    Eu acho que você deveria dar uma chance à honestidade dessa mulher.
    Acho até que ela não deu boquete nenhum nele. Muito embora, por medo, pudesse ter feito. Para mim, ele se masturbou em cima dela, diante da relutância da mulher.
    Acho que, até prova em contrário, essa mulher foi vítima de um conhecido tarado sexual.

    • João Canali disse:

      Cesar, não estou sacrificando a honra de mulher alguma, não se têm opinião livre pisando em ovos ou sendo moldado por partidarismos, inclusive os nossos… A disputa que coloco não é entre os estereótipos de um antipático francês metido a poderoso (até porque dançou feito um Zé Mané) e uma coitadinha (com diversos estigmas do “coitadismo” piegas que permeia a comunicação social tradicional, negra, imigrante, trabalhadora braçal, etc.) que luta por sua sobrevivência como pode… A disputa que coloco é entre uma percepção inocente e ingênua da realidade e outra onde se faz esse mundo imperfeito cheio de guerras e mazelas morais que observamos. Aliás nesse ponto devo chamar a atenção que está havendo um retorno daquela coisa típica do mercado de capitais, quando o preço de ações sobem ou descem em função de expectativas e especulações que não tem nada a ver com o desempenho real das companhias listadas, é uma questão de se acreditar ou não, com todo o subjetivismo que isso acarreta… afinal, igual a um cassino… Um retorno daquele “Você está Ok?”, “Eu estou Ok”… “O crime no Rio de Janeiro diminuiu muito com as UPPs…” Se todos acreditarem nisso o crime diminui, até um banho de sangue qualquer que force outra compreensão… esse é o truque que acreditam que funcione e está sendo usado para tudo, inclusive, no ufanismo pós marolinha e pré estouro de bolha… Um retorno disfarçado da fé, diria um iludido qualquer… Se você acreditar acontece, como se a realidade fosse apenas uma percepção desligada da realidade factual… que é o que acaba comandando os fatos… Da mesma forma como Dunga era realmente um técnico que afundaria um time com seu destempero interiorano, aqueles que viam nele algo diferente do que sempre mostrou em por uma questão de se torcer pelo Brasil, foram os que mais se decepcionaram… Torcer, desejar… a vontade não pode interferir com a apreciação dos fatos.

      Obama sai totalmente fortalecido desse episódio, mesmo com toda a desconfiança que possa ter autorizado uma arapuca contra um inimigo político, favorecendo um importante aliado… Não só porque o mundo ainda contempla elementos que se escandalizam com atletas sexuais que, sem precisar, se excitam em fazer sexo dentro de um automóvel, ou de puritanos que achem que o sexo entre um velho e a camareira de um hotel de luxo é necessariamente uma forma de prostituição (absurdamente ilegal pelas leis locais), mas, porque a maior acusação contra presidentes democratas é de que seriam debilitados em função de uma ética populista… O populacho clama sempre por rudes machões que hajam como xerifes que enganam desobedientes da “lei”, mesmo que colocando policiais disfarçadas de prostitutas…. Dispensável dizer que jamais terão provas algumas de uma ligação de agências de inteligência com a camareira que talvez nem saiba quem a contratou para atrair o conhecido adolescente que não cresceu em um quarto totalmente grampeado… Estaria Hilary assistindo o que ocorria naquele quarto da mesma maneira como assistiu o assalto a residência de OBL? 😉 O fato é que o quê estava em jogo (a manutenção da França como aliada nas lutas necessárias a garantir o status quo político e econômico ocidental) valeria uma ação dessas, todos concordariam, inclusive eu, até porque DSK é necessariamente um tolo irresponsável, o que não tem nada a ver com críticas moralistas, mas aos riscos que ele assume.

      Imaginar ejaculações precoces de um homem de 62 anos em meio a uma luta de agarra-agarra (sem gritos que tenham sido ouvidos por colegas da camareira os mesmos que a encontraram no corredor agachada chorando…) é ir de encontro ao próprio depoimento dado pela moça de 32 anos que se disse sodomizada (no entendimento legal anglo-saxônico pode se referir tanto a sexo anal quanto oral) com sexo oral… Para completar… ela conseguiu empurrar DSK contra um móvel, a ponto de haver seu sangue no quarto, mas não soube trincar a guilhotina dental… Nem de leve… Para com isso, deixa dilson… ela está incentivando que outros tentem…

      “Não existem mais mulheres honestas?” Você pergunta… ao que eu retruco: “Não existem mais serviços de espionagem e contra-espionagem?” Posto isso, já deixei claro o que acredito que tenha ocorrido com as informações que foram passadas até o momento. Uma coisa é certa, estou fazendo jus ao nome do blog, ridicularizando as falsas teorias conspiratórias e defendendo aquelas que fazem sentido.

  5. cesarbarroso disse:

    João,
    A sua teoria cai como uma luva nos fatos do Sofitel, mas não passa de uma teoria. A maledicência também não passa de uma teoria. Uma pessoa liga um fato a uma possibilidade, divulga a sua versão, e está configurada a maledicência.
    A maledicência tem a aparência de verdade. Até há três semanas atrás, mais de um quarto da população americana acreditava que Barack Obama não havia nascido nos Estados Unidos. Quem leu o arrazoado dessas pessoas, se convenceu que realmente o presidente não nasceu nos Estados Unidos. E assim tanto tempo se perdeu, tanto dinheiro foi gasto e tantas promoções importantes do presidente foram relegadas a um segundo plano, por causa de uma maledicência.
    Sua teoria sobre o caso Sofitel, tem uma vaga possibilidade de ser verdadeira, mas uma análise inicial dos fatos, principalmente dos dois envolvidos, leva a crer que um tarado sexual atacou uma mulher honesta.
    Não entendo como você pode defender com unhas e dentes uma versão que tem tudo para ser descartada com uma análise profunda dos fatos, porque uma análise inicial e superficial leva a crer que foi nada mais do que um ataque de um conhecido tarado sexual a uma mulher que simplesmente não queria ter um relacionamento sexual com ele.

    • João Canali disse:

      Cesar, existe um consenso baseado em um histórico nunca negado sobre o comportamento libidinoso de DSK, que suspeito não ser muito diferente do nosso, no sentido que todos nós gostamos de mulheres (ou já gostamos mais, quem sabe…) e de sexo com elas. A hipocrisia é o pior dos pecados e, obviamente, para evitar rastaqueras distorções, não envolve, necessariamente, ataques sexuais. Quanto a honestidade da camareira, me desculpe, chegar a conclusão que se trata de uma mulher honesta me parece no mínimo precipitado, se nos basearmos no pouco que foi informado… A não ser, como disse, que embarquemos no canto da sereia do “coitadismo” piegas… ” É uma mulher, mais do que afro-descendente, uma africana de verdade, original daquele continente vilipendiado pela história, uma trabalhadora, mãe de uma filha e… como que para colocar a cereja nesse meloso sorvete choroso… suspeita de ser aidética. Na verdade, não sabemos nada sobre ela para que a conceituemos disso ou daquilo, ou melhor, sabemos que sua honestidade, caso fosse como sua intuição afirma, não se reverte em luta pela honestidade… DSK não foi para o hospital com o membro decepado por uma dentada, como eu esperaria de uma mulher que se visse obrigada a fazer sexo oral (como alegou em seu depoimento, não é invenção da minha teoria) sem uma arma encostada na cabeça.

      Minha teoria é boa e acredito nela, fala da importância de uma simples “mexida” ter a capacidade de salvar bilhões de dólares tendo que cobrir o papel de uma França sempre tão covarde e relutante em participar da defesa do que aproveita, talvez, melhor do que todos os demais países do clube ocidental que ainda que de forma cambaleante ainda domina o mundo… para não falarmos nos demais sacrifícios humanos e militares de quem executou a ação contida em minha teoria.

      Você pensa diferente?! Dispensável dizer que é um direito seu. Infelizmente nesse caso, não vai haver um resultado futebolístico para dar razão a um ou outro. Essa, tudo indica, ficaremos devendo a quem nos lê.

  6. Luiz Camargo disse:

    Cesar disse: “Todas as informações que vêm da Guiné dão conta de uma mulher direita, devotada ao trabalho e às filhas(ela ficou viúva com 17 anos). DSK é um conhecido libertino, um homem que não sabe controlar a sua libido. Foi pego pela polícia em Paris fazendo amor com uma prostituta num carro. Esse cara tem dinheiro para comprar as melhores prostitutas nos melhores hotéis, e é pego num carro comendo uma prostituta! Esse cara é um doente!”

    Cesar, a meu ver é neste ponto que está o cerne da questão. Os adversários de Dominique Strauss-Kahn já conheciam essa sua “fraqueza” há tempos, sabiam que ele era portador dessa libido descontrolada contumaz, sabiam dessa sua doença. Todos sabem que um sujeito com uma obstinação sexual tal como essa de DSK, nem pensa direito, e cairia como um patinho na primeira oportunidade que tivesse de cair nos braços de uma mulher. Então seus adversários, que também são poderosos em termos de grana, não tiveram dificuldade quase nenhuma em plantar a afro-camareira bem ali no hotel. Onde poderia ser melhor?

    Eu pergunto, dentro de um hotel (já fiquei em tantos, lógico, não tão caros), uma camareira ser atacada em silêncio sem gritar? Mesmo que sob a mira de uma arma, tão logo Dominique deixou o quarto ela não gritou? Não pediu por socorro às suas colegas de trabalho, ou à segurança do hotel, a fim de que pegassem o tarado ali mesmo nos corredores do hotel?

    Um hotel daquele porte tem dezenas de funcionários, todos a postos (prontos para atender a clientela), inclusive os seguranças. E ela nada fez a respeito?

    Pense bem, o DSK gastou um bom tempo, pois teve que se vestir, arrumar as malas, caminhar pelos corredores, descer pelo elevador, caminhar até a recepção, fechar a conta, caminhar para fora do hotel com malas, pedir um taxi, embarcar as malas e ele próprio, e zarpar para o aeroporto.

    Somente aí, depois de transcorrido todo esse tempo, é que a “vítima” se lembrou de anunciar a “agressão”.

    Ridícula essa estória. É obvio que foi plantada. Coisa de profissional. Com movimentos planejados, tempos cronometrados, e tudo mais. E acho mais: ela poderia ter cúmplices dentro do hotel e da própria polícia para lhe dar suporte na operação e sair tudo como saiu.

    Não me lembro de ter lido que ela tenha tido testemunhas da agressão sofrida. E assim sendo não poderia ter sido outro o agressor. Naquele momento Domenique poderia ser no máximo um suspeito. Pois o suspeito foi retirado de dentro do avião!

    A cara dele nos jornais, a meu ver, é meio enigmática: não dá para dizer direito se de culpado, de vítima, de otário que caiu num conto, ou quer lá o que seja.

    É óbvio que a culpa apareceu, pois deixou a prova: o sêmem. Justamente como seus adversários planejaram.

    O caso ainda não está concluído, acho que muita água ainda pode rolar. Vamos aguardar e ver no que dá.

    Luiz

    • João Canali disse:

      Luiz, você detalhou brilhantemente uma das partes da historia que não bate, nem precisou mencionar que já disseram que o serviço de quarto do Sofitel não prevê que uma camareira esteja sozinha no quarto com um hóspede.

      Segundo depoimento da moça que é a que está na foto com cabelos pintados, (não sei como ninguém perguntou, já que essa foto consegui em um site meio underground), totalmente integrada ao ocidente e sabedora que bastaria trincar os dentes… Não!!! Conforme seu depoimento a polícia foi até o fim de um sexo oral e depois cuspiu a prova do crime no chão e na gola do uniforme… Depois teria empurrado DSK contra um armário e este se ferido a ponto de seu sangue também ser encontrado… Depois disso, a cena corta para ela sentada no corredor aos prantos, sendo encontrada por seus colegas que foram morosamente providenciar a chamada da polícia.

      Juntemos tudo isso ao fato de que desde o fim da segunda guerra a França ser sistematicamente uma espécie de semi-aliada, tendo desenvolvido um programa nuclear próprio (os ingleses compram suas armas nucleares dos americanos), durante toda a guerra fria ter ficado em cima do muro… Aparentemente em retaliação ao fato de achar que a OTAN deveria tê-la ajudado em sua guerra colonial na Argélia, o que não ocorreu… Diversas vezes Charles de Goulle’s retirou forças do comando da OTAN e nunca permitiu bases nucleares dessa em seu território… Depois vieram os presidentes do socialismo francês, o Miterrand, depois voltou a direita com Chirac e nada dos franceses se integrarem com tropas e apoios políticos aos esforços de EUA, Inglaterra e Alemanha no controle das instabilidades do Oriente Médio… Entre outros, na calada da noite da espionagem… Logo eles que já foram salvos duas vezes e usufruem do armadura bélica do ocidente de forma integral… E aí vem o Sarkosy que colocou sua cabeça na guilhotina e encarou a questão da Líbia, assumindo finalmente a figura do “vilão intervencionista” que a França sempre se furtou e empurrou para os demais membros da OTAN… O que isso representa em termos de conforto político e até mesmo de vidas e recursos, não tem preço… E surge o “devasso” (para os puritanos do falso moralismo todos são…) DSK ameaçando estragar esse comprometimento… Quem armou para cima dele, não tem que sentir-se culpado, de um golpe baixo contra os franceses, os livrou de um irresponsável… Clinton dançou ao lado de uma máquina de fotocópias dentro da Casa Branca, no escondidinho de seu momentâneo lar… e muitos dias depois… é que encontraram o vestido republicano… O outro, colocou a cabeça (duplo sentido aqui) na guilhotina, no quarto grampeado… na casa do adversário político.

      Colocar a moça no caminho de DSK foi mais fácil do que colocar uma empresa rica para fazer consultoria com Palloci… Acho que até a Abim conseguiria… 😉

      • fbarbuto disse:

        E ainda plantaram uma afro-camareira bonita. Hoje no jornal vi um protesto de camareiras nova-iorquinas contra DSK. Meus amigos… (como diria o saudoso botafoguense João Saldanha) vou lhes dizer… cada tribufu… verdadeiros talismãs contra a luxúria. A coisa toda é no mínimo esquisita, não é à toa que existem tantas teorias de conspiração e lendas urbanas, fomentadas pela velocidade de transmissão da informação que a internet proporciona.

      • João Canali disse:

        Continuo achando o diretor de operações um temerário… Eu acho que ele joga com a possibilidade de uma grande reversão, caso as pessoas começarem a cair em si ou no momento que finalmente for anunciada a versão de DSK do começo ao fim… Ele alegou inocência, não vai negociar. Vão ter que segurar o cara até terem certeza que ele não tem como intervir na sucessão do Sarkosy. O temerário fica por conta do exagero, estressando o tecido da opinião pública com tolos esteriótipos comportamentais… Os franceses, assim como você, acabarão se dando conta do esquisito… O mundo está muito globalizado e, mesmo eles que esperam de tudo dos americanos em termos de idiotice (esse é o esteriótipo deles a muito tempo, como todos sabem…) vão se lembrar que Nova York é uma cidade de imigrantes que tendem a não acalentar falsos moralismos, além de estarem muito preocupados com seus empregos, difíceis de se obter nos atuais tempos bicudos… Que por coisa muito mais importante como republicanos tentando derrubar o medicare que lhes afeta diretamente, na qualidade de trabalhadores blue collars, não suscitam manifestações públicas algumas… Por que se “organizarem” para manifestação tão fora de propósito.? Os tempos do feminismo, da luta pelos direitos da mulher já passaram a muito tempo… Que se fosse manifestação de camareiros gays até que teria alguma “exagerada” razão de ser, quem sabe… pelo menos seria uma manifestação mais concetânea (Aliás… taí… o tal diretor de operações deveria ter usado uma afro-travesti camareira… dessa… nem com a descoberta de que Viagra fora misturada no café-da-manhã de DSK… ele não se livraria… ainda…seu prestígio iria para o lixo da historia… primeiro famoso estuprador de gay!)

        As teorias conspiratórias nascem de forma inocente e espontânea a partir do momento que a credibilidade no mundo foi para o saco. Dúvidas e suspeitas ganham proporções assombrosas porque ninguém é confiável ou obtém unanimidade para negar ou confirmar. O fictício fiador das instituições públicas e nacionais que tem sido usado a milênios não morreu, mas, está com uma estaca plantada no peito agonizando em cada escola que ensine ciências naturais, a espera de alguma esperança substituta… Por outro lado, no lado negro da força, poderíamos brincar… A nova ferramenta de comunicação que dispomos não nos deixa livre de só discutirmos ou termos nossa atenção voltada para o que um determinado conjunto de órgãos de comunicação nos dá para dirigir, ainda existe um indelével cawboy guiando a manada… “Agora vocês vão falar disso…” Essa é a edição tipo Jornal Nacional que rola no mundo todo… Opinião pública é tratada como gado… só que terão que ter muito cuidado porque as fórmulas de manipulação também ainda não são de uso totalmente global… Você pode usar a fome para fomentar revoltas em qualquer parte, mas, por exemplo, questões sexuais nem sempre terão a mesma leitura a depender de culturas diversas… Uma mulher sendo morta a pedradas em público pode ser usada contra um determinado país, mas o arredondamento moral que um americano faz entre fazer sexo ocasional com uma camareira “negra e coitada”, prostituição e violação sexual não surti o mesmo efeito em todo o mundo… Um diretor de operações oriundo do bible belt, com aquele tradicional “bom” conhecimento do resto do mundo que o americano tem… pode fazer uma cagada muito grande… 😉

  7. Luiz Camargo disse:

    João, apenas uma retificação no meu texto:

    – Onde escrevi: “…E assim sendo não poderia ter sido outro o agressor. Naquele momento Domenique…”

    – Leia-se: “…E assim sendo não poderia ter sido outro o agressor? Naquele momento Domenique…”

  8. Max Dias disse:

    Ótimos comentários! A maior parte considerando a armação. Que existiu, de fato.

    Pois não é o DSK um dos grandes defensores de uma moeda internacional, baseada em uma cesta mundial de moedas, botando o dolar para fora dessa festa, em que é preciso comprar dolares primeiro para depois comprar petroleo ou commodities? Isso é muito significativo na atual cronologia economica, em que 15% da população americana já está vivendo à base de food stamps, mesmo após o Tesouro americano ter impresso mais de 6 trilhões de dólares em apenas 3 anos…

    Também não é significativo que de repente deu na veneta da sra.Clinton virar presidente do Banco Mundial, a OUTRA organização conveniada pelas nações para zelar pela economia mundial?

    O FMI, tradicionalmente, sempre teve diretores europeus, enquanto que o Banco Mundial sempre teve diretores americanos. O EUA ainda não apoiaram a atual ministra da Economia do governo frances para substituir DSK, mas, se o fizerem, é porque ela já está na mão deles. Ou então a novela do novo diretor se esticará até o dia de São Nunca.

    Meus amigos , se o dolar deixar de ser moeda internacional, como aconteceu com a libra esterlina (e levou a Grã-Bretanha à bancaroota), após mais de 150 anos de dominio, a economia americana passa da fase de doente a agonizante-moribunda, debaixo de uma montanha de dolares que provocarão uma inflação do tipo alemão, década de 20. Ninguém quer que isso aconteça, mas as commodities estão em alta porque, discretamente, todos os saldos do Tesouro estão sendo reduzidos. De repente, a China virou exportadora de capital! Está em negociação com o governo brasileiro para comprar uma area imensa de terras, para cultivar sua própria soja (até já começou a construir a industria, junto com o governo baiano) – já vimos isso quase acontecer com o Japão, que tentou o mesmo na década de 70.

    Vem muita coisa por aí, a armação em cima do DSK é só uma amostra.

    • João Canali disse:

      Max, a armação foi por conta do risco de Sarkosy sair do poder (o advogado da suposta vítima foi a Paris essa semana para pedir que outras mulheres “atacadas”… outras que cuspiram… por DSK se apresentassem para ajudar no julgamento… ou seja, garantir mais desmoralização in site e seguindo o mesmo traçado exagerado que é o fingerprint de toda essa operação Guilhotina de Glande… como poderia se chamar pelo pizzaiolo da Polícia Federal brasileira), a questão da moeda não assusta, acabam com ela com um solene não. Quem no mundo pode peitar? Os falidos europeus? Me lembro perfeitamente quando chegaram a supor que a invasão do Iraque seria porque Saddan estaria aceitando euros – na época valorizados, hoje tem até país pensando em sair fora e voltar a moeda nacional… para meterem a mão na guitarra por conta própria, como os americanos, e pagar a conta corrente da dívida interna com inflação futura – no petróleo que furava o embargo (além de ter feito uma ou duas declarações propondo a troca do dólar pelo euro) e ameaçava para baixo o preço do barril… e não era nada disso, não era o euro, tinha a ver com os preços do barril, de mantê-los alto com a lógica furada (e interesseira pois o governo era títere das big oils desde o início… uma fraude bananeira, já com a intensão de mexer nos preços do barril) que segurando a energia, além de manterem a primazia na distribuição (o melhor negócio de todos, a mais valia do atravessador), numa tacada só asseguravam reservas estratégicas e afastavam os chineses do limite estabelecido para seu crecimento (que vai depender de mais energia, mais do que toda a produção iraniana já comprometida a eles… Por isso possuiam um exército de trabalhadores maior do que os mercenários de Kadafi e rebeldes juntos e que já foi defenestrado da Líbia…).

      Não se impressione com o food stamps, até quem não precisa os pede na base do se é de graça até injeção na testa serve… na verdade, não dá para sustentar ninguém, já que homelesses não possuem estrutura social para recebê-los… O dado concreto a ser avaliado (bom… sempre pode ser uma mentira…) é que pelo segundo anos consecutivo a criminalidade no país decai, isso em plena crise econômica… que de fato se sente quando se observa a oferta de emprego e um modelo econômico altamente explorador, que já não consegue enganar ninguém com mais de 12 anos e tenha sido exposto a tanta enganação de companhias de seguro e trabalho em casa… O modelo de crescimento sem fim que mete medo… obviamente que ele está condenado ou dependente de novas ondas tecnológicas que gerem consumo… mas, elas sempre surgem, não se iluda…

      A era do hidrogênio (extraido de dezenas de maneiras, esqueçamos as formas tradicionais… os catalizadores da fuel cell não terão mais platina… no popular… tá liberado…) está na cabeceira da pista e essa seria a salvação… se as big oils permitirem…

      Dentro desse contexto de ganha tempo… Cagadas operacionais como essa contra o DSK me parecem condenáveis não só por naturais sensos de justiça dos quais não abro mão, como pelo alto risco de provocarem um efeito rebote pior do que ver mais um “inimigo” atravessando o Arco do Triunfo.

  9. Max Dias disse:

    O priapico não tinha cacife para enfrentar Le Nouveau Napoleón, Canali. No máximo ia querer comer a Carla Bruni…
    Dê uma olhada em
    http://www.dailywealth.com/1751/A-Serious-Warning-The-Facts-Behind-America-s-Coming-Collapse
    Concordo que é exagerado o grito de “Lobo!” desse sujeito, mas ele tem razão em um monte de coisas. O que importa agora é o sempre existente problema do “timing”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s