Bomba, Bomba: Democratas Matam Bicho-Papão Republicano. Leiam: O Adeus à Osamar

Ler hoje os comentários às notícias sobre a morte de Osamar me fizeram refletir sobre esses quase 10 anos de teorias conspiratórias sobre o 9/11, uma das sequelas da coisa em si mesma. O que vejo e reconheço é que cada um de nós possui uma teoria de estimação para explicar o ocorrido. Ninguém tomou a coisa pelo seu valor de face, nem eu. Agora, novamente, devido a necessária precaução de como levar a coisa em bom termo, isto é, para não ocasionar retaliações de todos os fanáticos muçulmanos que por ventura existam, sejam eles filiados ao fantasmagórico Al Qaeda ou não… Um mar de teorias conspiratórias surgirão novamente. Nesse momento, de tudo que pensei de ontem para hoje, gostaria de dividir algumas observações…

Aos desconfiados lembro: Obama não estaria se arriscando só contra a absolutamente conspiracionista Internet brasileira (os comentários que leio depõe seriamente contra o poder análise dos brasileiros em geral, salvo as exceções de regra…), ele está enfrentando nesse momento um exército de facistóides racistas financiados por empresas trilhonárias (e também de mídia) que estariam prontas a desmascará-lo, ao primeiro vacilo com a verdade. A coisa é de tão baixo nível que duvidavam até de seu local de nascimento, estupidamente esquecendo que o seu próprio partido teria lhe exigido provas de nascimento em solo americano por pura precaução, já que a estúpida suspeita era anterior a sua eleição. Republicanos apostam profundamente na idiotice alheia por reflexo de sua própria idiotice. Quem disto usa disto cuida…

Ninguém correria um risco desses (nem seus assessores permitiriam) sem ter como provar tudo que está sendo afirmado… Essa operação foi planejada com meses de antecedência, sabiam do esconderijo desde agosto do ano passado. O que não implica dizer que Bin Laden deixou de ser um títere (boneco de marionete, para quem gosta de dicionário…) alavancado na mídia a condição de bicho-papão para simbolizar o inimigo que precisavam, ou melhor que Bush e seus sauditas amestrados precisavam, mas isso é outra conversa.

Temos em mãos uma grande justiça sim. Bush estava atrás nas pesquisas contra John Kerry quando Osamar de forma fake, proposital ou simplesmente tola, apareceu em um vídeo desafiando os “machões” americanos… O povão é sempre tosco e metido a machão em qualquer parte do mundo, repare… Prato feito para o pensamento nacionalista e facista… E calham de ser sempre maioria… Pois bem, aquele vídeo, em pesquisa de dia seguinte fez reverter as pesquisas e muito provavelmente contribuiu para a reeleição de Bush. Agora, vemos o mesmo Bin Laden sendo responsável por uma segunda reeleição, só que dessa vez de um democrata… Que eu acredito que, depois desse despacho, não será contra mais um filhotinho cão danado da raça Bush.

Considerações e perguntas soltas e fúteis diante o mais importante (Reeleição garantida diante as forças da caipiralândia!!!):

Esperaram o casamento do príncipe? Afinal imaginemos o risco que seria entregar uma festa daquelas a uma retaliação…

Divulgar o certificado de nascimento dias antes da operação foi proposital para criar um clímax com o anúncio da operação ou apenas para poder ridicularizar com mais força esses personagens ridículos que pousam de candidatos republicanos as próximas eleições? Essa turma causa um mal danado a imagem dos americanos, já bastam os personagens da Disney para as caricaturas de sempre…

O ufanismo brasileiro está tão grande em meio a lambança da propalada recém “nova riqueza” que eu não duvido que achem que a casa do Nem da Rocinha era melhor que o esconderijo do Bim de Islamabad. Ok… Só se esquecem que o Nem só tinha uma piriguete, Osamar foi pego com pelo menos três…

O timing de Obama é algo próximo do perfeito.

Enterrar o cara em Guantanamo seria o mesmo que dar um gostinho de vingança vitoriosa a Bush… Enterrar em sua terra natal seria fundar uma outra Meca, para peregrinações de homens-bombas. Mostrar de cara as fotos e tudo mais é precipitar retaliações inconsequentes. Gente responsável agiria da forma como foi feito, que se danem os conspiracionistas que se calarão da mesma forma como os republicanos se calaram diante o certificado de nascimento de Obama.

Anúncios

Sobre João Canali

Jornalista brasileiro e norte-americano residente em Miami, produtor e apresentador do Seriado Teorias (You Tube).
Esse post foi publicado em Política Internacional, Teorias Conspiratórias. Bookmark o link permanente.

6 respostas para Bomba, Bomba: Democratas Matam Bicho-Papão Republicano. Leiam: O Adeus à Osamar

  1. Max Dias disse:

    Ótimas considerações, João. Teorias conspiratórias à parte (já provaram até que foi um míssil americano que atingiu o Pentágono), Osama morto, quem ou qual será o proximo bicho papão?

    O banco de apostas está aberto. Terá de voltar a ser um país, pois passar da imensa Rússia à patética figurinha de Bin Laden foi um rebaixamento humilhante. E festejar a morte dessa figura está sendo mais humilhante (e pervertido) ainda. Todo mundo nu no lago da escola, porque deram um tiro na cara de um ser humano? Haja decadencia.

    Nesse passo, o próximo inimigo seria o coiote do Beep-Beep.

    Quem virá agora, na sua opinião? Irã parece ser um sério candidato, Coréia do Norte também. Ou talvez o inimigo terá de ser encontrado no próprio país? Só espero que não sejam os imigrantes, como já se delineia na Europa, clamando contra a Eurásia, a invasão muçulmana. A sempre tão boazinha e tolerante Finlandia já foi para a direita, com essa plataforma…

    • João Canali disse:

      Alguém arguiu que aqueles palestinos e outros muçulmanos que foram flagrados comemorando o “feito” do 9/11 se justificariam, não só por conta do barbarismo implícito dos membros daquela cultura, mas pela humana obsessão pelo mito de David e Golias que paira pela humanidade… O atentado acabava de provar a todos com complexo de inferioridade civilizatória ou mesmo pessoal que David era possível, que eles também teriam uma mortífera pedrada contra opressores reais ou imaginários. Aquiles tinha um calcanhar, todos constataram… A identificação era fácil e ocorreu em todos os povos, mesmo entre americanos naquela situação psicológica. Não era só uma questão de certo ou errado, ser do meu time ou contra, era a situação do fraco contra o poderoso.

      O que aquela garotada comemorava do lado de fora da Casa Branca? A possibilidade de talvez não ter que tirar os sapatos no aeroporto, a mancha do silicone ser revelada no raio X, o puritano ter a privacidade de seu pintinho violada? Não poder conhecer as pirâmides do Egito, ter medo de se identificar como americano no exterior… O brasileiro não se sente culpado pelas crianças jogadas na rua pedindo esmolas, acertadamente culpa seus políticos mesmo tendo votado neles… Você acha que o americano se sente culpado pelas incursões atrás de petróleo ou comércio hegemônico? Claro que não. Todos acreditam na justificativa que melhor lhes convém. A pergunta tem cabimento porque aquela pedrada doi até hoje de várias maneiras… O americano de melhor categoria intelectual percebeu o presente que aqueles suicidas tinham dado a força mais perigosa do planeta hoje, o proto-facista americano manobrado por corporações. O fato de Osamar (r acrescentado simboliza o mar o qual foi jogado e a letra inicial de quem mais ajudou, os republicanos) ter sido morto por um governo democrata faz toda a diferença… Não foi pelos torturadores de Abu Dabi ou Guantanamo, não foi um covarde míssil que arriscaria os inocentes vizinhos… Não foi o elefante que finalmente pisou no ratinho, foi a mãe que juntou forças e matou a barata no canto da cozinha. Osamar foi usado como símbolo do mal por dez anos seguidos, valia mais vivo do que morto para a política exterior de Bush, foi o símbolo que foi morto, não o ser humano… Até porque povão que é povão quer mais um linchamento, isso em qualquer parte do mundo… A talvez necessária cadeia hierárquica das sociedades humanas cria uma massa ignara a ser comandada, sem comando ela lincha, cria bezerros de ouro e outras perigosas tolices. Povão unido que será depois vencido é tão mau quanto pré-adolescentes, com a mesma sabedoria, diga-se de passagem.

      A questão da energia que é o ponto crucial para os EUA, todos sabem disso. Nessa área encontramos interesses antagônicos dentro e fora do país. Essa coisa na Líbia foi para mandar prá casa os 30 mil chineses que lá estavam preparando a infraestrutura necessária a cooptar a Líbia como fornecedor exclusivo, como fizeram com o Irã? Ou para garantir aquelas reservas pelos próximos 20 anos, tempo que eu diria máximo para a questão do petróleo ser resolvida com um substituto ou iniciar-se as Grandes Batalhas Demográficas que seriam estudadas nas páginas da história do futuro? Os preços tem que ser estabilizados, não importa o patamar, quando ocorrem oscilações é quando dinheiro novo tem que entrar no mercado, o problema econômico que esse dinheiro novo cria para todos os tesouros do mundo. Acredito que serenando as atuais rusgas, eles vão lamber as feridas e compreenderem que o dinheiro que ganham com o petróleo só vale se não houver inflação mundial, se houver estabilidade nos mercados. Como viabilizar usinas nucleares dedicadas a produção de hidrogênio através da hidrólise (o atual processo retira o hidrogênio de gás natural, em um processo que sacaneia todo o subsolo e está condenado), por exemplo, com o atual ambiente político que nem um simples plano de saúde pública se consegue por em prática? Qualquer resposta a questão energética passa pela ação massiva da Casa Branca… Obama agora tem que mandar matar o Bush, se quiser realmente ser o salvador da pátria e do mundo por tabela, já que falamos em símbolos representativos.

      Esquece a Coréia do Norte… Os coreanos nortistas vivem de chantagem, exportam suas ameaças e recebem isso e aquilo outro para viverem. Consumar ameaças só se não se aguentarem internamente. Minha curiosidade é se aplicam alguma forma de controle demográfico. Por outro lado, são uma justificativa perfeita para a presença militar americana na Ásia e a venda de armamentos para Japão e Coréia do Sul… Quem paga a conta? Os chineses… A Coréia do Norte é um problema chinês, e dos grandes… Interessaria a eles manobrarem os malucos para atacarem seus concorrentes na Ásia, por ora, certamente não, até porque os coreanos não são trouxas.

  2. fbarbuto disse:

    Como assim, “Osamar”? É um erro tipográfico (repetido três vezes fica difícil…) ou um trocadilho/piada que eu não entendi?

    Piadinha profética que recebi na véspera da morte do terrorista:

    P: Por que os filhos do Bin Laden são felizes?
    R: Porque papai Osama.

    Não precisam rir…

  3. Fausto Barbuto disse:

    OK, Canali… Achei que era isso mesmo, mas não arrisquei o chute.

  4. cesarbarroso disse:

    A lição que tiro disso tudo é que o Obama, eu escrevi oBama, é um gênio político, o maior dos últimos tempos.
    Quando, há anos, ouvi da possibilidade de um cara chamado Barack Obama se tornar presidente dos Estados Unidos, sacudi os ombros. Com esse nome ele não chega a prefeito de Kalamazoo.
    Eu achava que ele iria mostrar a certidão de nascimento apenas no auge da campanha de próximo ano, mas ele usou para triturar o truão do Donald Trump, que se tiver um pouco de vergonha irá se esconder em algum buraco para sempre, depois das gozações históricas a que foi submetido no jantar dos correspondentes da Casa Branca. O vídeo uma pérola de humor político, está aqui: http://www.youtube.com/watch?v=k8TwRmX6zs4.
    Quanto a oSama…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s