De Olho na Bolha

Monstro da Tasmânia - Classe C Emergente

Acabo de Chegar da Classe D - Quero Consumir Também

A expansão do crédito imobiliário no Brasil em 2010 foi de 65%, algo em torno de 80 bilhões de reais, sendo que aproximadamente 50 bilhões vieram de saudáveis cadernetas de poupança e os outros aproximados 30 bilhões vieram de… Ok, em relação ao PIB brasileiro é pouca coisa, isso dá uns 3%… A bolha americana estourou com um volume de crédito entrevado no valor de 80% do PIB, lá a grana emprestada ao Joe The Plumber veio de…

No crédito bancário total houve uma expansão de 14% nos últimos  4 anos… Toda aquela “populacha” abrindo crediário dá um total de 50% do PIB e esse crédito que foi aberto ao Zé The Plumber Mané brasileiro para comprar a sua “mota”, o “fogão 6 boca”, a TV de “prasma” e outros espelhinhos e panelinhas… (brinco aqui mas sei que é assim mesmo, também sou da turma da cigarra, “aproveitemos enquanto pudemo”) veio de…

É obvio ululante, como diria o saudoso Nelson Rodrigues, que em uma fase de expansão de crédito, enquanto o agiota está interessado em assumir qualquer risco para emprestar seu estoque de dinheiro, enquanto ele não convoca o negão para quebrar as pernas do mau pagador tudo vai as mil maravilhas… Aliás, a verdade some das mídias… talvez um ou outro pequenino que ainda viva da venda de jornais e não somente de anúncios resolva dar o alerta, o medo vende jornais, já dizia o Tenório com sua Schmeisser MP-40 debaixo da capa… A verdade some das mídias porque ela ganha junto nessas fases de expansão de crédito… Claro, com o crédito farto, indústria e comércio vendem mais, concorrem mais e, logo, anunciam mais… Qual o editor que permitirá seus comandados da redação denegrir a fúria creditícia, falar de juros exorbitantes e de perfil impagável… As reportagens vão comparar TVs de Plasma com TVs LCD em diversos aspectos, menos falar que as TV de Plasma duram menos e que suas telas quando fatalmente embaçadas e esmaecidas após alguns poucos anos superiores ao tempo da garantia, mas inferiores ao tempo de diversos financiamentos longos serão “introcáveis”, custará mais que uma TV nova… Não é só fabricantes e comerciantes que anunciaram que serão defendidos, as financeiras também anunciam… e como… Comentaristas econômicos muitas vezes trocam a credibilidade por patrocínios invisíveis… depois ninguém se lembra… quem lê aquilo são apenas seus patrocinadores…

A questão da bolha ou não bolha depende da qualidade do agiota que está emprestando e do limite de absorção de crédito de quem toma emprestado. De onde vem a grana que está turbinando a expansão de crédito não só no Brasil como em diversos outros países com perfil histórico de baixo investimento?

Vamos ser otimistas em relação ao Brasil, as principais comodities do mercado internacional estão com preço elevado. Paul Krugman, o mais afamado e laureado comentarista econômico do mundo, em artigo desse último fim de semana no NYT descarta que essa elevação de preços seja por conta de especulações do casino financeiro internacional que foi contido pela própria crise de seus tradicionais hospedeiros, mas, que não foi fechado; que não foi ocasionada por um processo inflacionário provocado pela guitarra americana de fabricar dólares e que não foi por conta de uma retomada de crescimento da economia americana/europeia… Que o aumento está sendo provocado pela velha lógica comercial onde a oferta que escasseia sobe de preço… Que o consumo de novas classes médias (no Brasil a mídia fala dos emergentes da Classe D que agora são da categoria C… de consumo, para combinar…) ao longo de países que estavam do lado de fora do supermercado mundial, notadamente a China, está provocando um aumento de demanda que esbarra com… a pior notícia embutida na coisa… a finitude natural das comodities que estão sendo mais procuradas… quem pensou na tragédia que significará a falta industrial de diversos minerais sólidos e não tão sólidos e vegetais por conta, também, das mudanças climáticas que se intensificam a cada ano que passa, sem muito exagero… Krugman, no entanto, como a maioria dos comentaristas também nunca faz, não especula onde está indo o dinheiro desse aumento… A menos que se prove que o vendedor das comodities está reinvestindo em mais produção o dinheiro ganho com a valorização de seu produto de venda estará tendo como destino o mercado financeiro internacional, em outras palavras, agiotagem, que as vezes pode ser boa e possibilitadora, mas que muitas vezes também é como drogas proibidas nas mãos de traficantes.

Mas… e se o dinheiro que está turbinando a economia brasileira está vindo da excelente perspectiva brasileira como exportador de comodities? Nossa balança fechou no azul em 14 bilhões de dólares… não dá para cobrir a farra de crédito que hora ocorre… no entanto, existe a questão da expectativa como eterno país do futuro, obtece o tal grau de investimento, junto vem muito dinheiro ócios, ainda mais com os juros altos do mercado financeiro brasileiro… O Brasil tem muita água para irrigar a fome do mundo, tem promessa de muita produção petrolífera e mineral a dar com pedra… tem até muitas mulatas, midnight cawboys do agreste nordestino (o Rio é o principal destino turístico gay do mundo… dá-lhe paraibada, esfolem os “gringaysss”…), futebol, carnaval… pra que lembrar de balas perdidas e vazamentos em poços a 7Km de profundidade com tecnologia de berimbau… O momento é esse, o Brasil pode alavancar e subir aquele degrau de onde não se desce mais… Lula prometeu o Brasil no G5 no final do mandato da Dilma… Vamos torcer, só nos resta isso, que minhas palavras sejam apenas de alerta e comedimento… Não vou falar que eu já vi esse filme entre 68 e 73, não havia aquecimento global, havia abundância de tudo no mundo, inclusive, a maioria era tudo de Classe E e D no resto do mundo… ninguém para levar uma banana nossa.

Anúncios

Sobre João Canali

Jornalista brasileiro e norte-americano residente em Miami, produtor e apresentador do Seriado Teorias (You Tube).
Esse post foi publicado em Economia. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s